-->

Google+ Badge

29 de set de 2010

Medina denuncia empresas fantasmas no Rio Grande do Sul

O candidato a Governador pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC), Aroldo Medina, aproveitou o debate da RBS TV para questionar a Governadora Yeda Crussius sobre a contratação de empresas fantasmas para execução de obras públicas.  Como exemplo apresentou a denúncia que encaminhou ao Ministério Público contra a empresa SISTEMAX. A empresa que ganhou o processo licitatório para a instalação de uma nova rede lógica de telefonia e elétrica no DLP (Departamento de Logística e Patrimônio) da Brigada Militar não possuía corpo físico.

Na manhã desta quarta (29/09), Medina foi à frente do Palácio Piratini apresentar a imprensa documentos que comprovam sua denúncia de fraude nos processos de licitação dentro da Brigada Militar. A visita a empresa foi motivada após Medina ter analisado seu contrato social. O candidato avaliou que a empresa até a alteração do contrato possuía outra razão social, WAGNER – COMÉRCIO DE VEÍCULOS LTDA e que somente após a alteração passou a se designar construtora.

Medina foi ao endereço cadastrado em Montenegro e não encontrou a sede da empresa. Por precaução ainda compareceu no endereço que os sócios da empresa informaram na constituição e descobriu que o imóvel pertencia a FUNDARTE. Foi uma investigação preliminar que o candidato realizou com o intuito de sugerir uma auditoria.

Defensor da ética, da integridade e da verdade, Aroldo Medina pretende ser transparente com os gaúchos. O Estado deve cumprir a constituição e como governador promete ser o princípio básico do seu mandato. "Nunca permitiria contratação de empresas sem registro físico comprobatório", diz Medina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário