-->

Google+ Badge

30 de ago de 2010

Medina e suas propostas para o Presídio Central

Dentro da série de matérias "Vida Real" do jornal Zero Hora, o tema de hoje é o Presídio Central e as propostas que os candidatos tem para este espinhoso tema. Abaixo publicamos as propostas do candidato da coligação Despertar Farroupilha (PRP-PTC), Aroldo Medina.


*matéria publicada no jornal Zero Hora de hoje (30/8)

Artigo do General Muxfeldt*

“ Os irmãos devem ser unidos, essa é a primeira lei.
  Tenham uma união de verdade,  nos bons e nos  maus momentos.
  Porque, se os irmãos brigam entre si, serão derrotados pelos de fora...”
(Poema  gauchesco MARTIN FIERRO)
   A  democracia, que na frase atribuída a WINSTON CHURCHILL “ é o pior dos sistemas políticos, exceto todos os outros “, constitui-se no terreno fértil para o surgimento dos chamados GRUPOS DE PRESSÃO, que nada mais são do que grupos de pessoas  com interesses comuns, que se organizam para pressionar o Estado e, através dessa pressão, conseguem obter vantagens e até mesmo, privilégios.
   Obviamente, numa democracia, os militares, por não constituirem-se formalmente em grupos de pressão, têm enorme dificuldade em manter seus soldos atualizados e em sintonia com as demais carreiras de Estado. Também encontram sérias dificuldades para manter as chamadas “ conquistas sociais “, inerentes às peculiaridades da carreira militar, tão bem defendidas por outros setores do funcionalismo federal.
   Por exemplo, não se imagina uma manifestação de militares, mesmo da reserva ou de seus familiares, do tipo da realizada por funcionários federais aposentados que se despiram em frente ao gabinete de trabalho do Presidente da República , em defesa da manutenção do valor de suas aposentadorias e pensões.
     Isso explica porque, no âmbito do funcionalismo federal do Brasil, os militares, segundo a revista VEJA,  têm a menor média salarial entre as carreiras de Estado do Poder Executivo e percebem cerca de um quarto do que ganham as carreiras correspondentes do Legislativo e do Judiciário.
  Seria altamente desejável, portanto, que nas próximas eleições, fosse eleita uma bancada parlamentar que defendesse não só a manutenção da  remuneração dos militares em patamares condignos, bem como a permanência das conquistas sociais inerentes à carreira militar e que foram duramente obtidas no passado. O Congresso Nacional é o único foro legítimo para esse tipo de pressão.
   Somente o Rio Grande do Sul tem potencial para eleger três deputados federais e seis deputados estaduais, que dariam respaldo político às aspirações da família militar.
  Convém lembrar que o próximo Congresso Nacional, por certo, vai debater e talvez legislar, sobre temas de capital importância para a família militar, como:
     - Manutenção dos  soldos e pensões em níveis similares às demais carreiras de Estado;
     - Manutenção da PARIDADE entre os soldos da ativa e da reserva;
     - Manutenção dos  níveis alcançados pelas pensões em decorrência da Constituição Federal de 1988.
   A conquista do Diretório Regional do PARTIDO REPUBLICANO PROGRESSISTA (PRP), por parte de um abnegado grupo de civis e militares, constitui-se em oportunidade única para a eleição de um deputado federal e de um ou mesmo dois deputados estaduais, quebrando o paradigma do voto da família militar servir para eleger legisladores vinculados a outros interesses, em detrimento dos seus próprios anseios e necessidades.
*por Gen Ex Virgilio Ribeiro Muxfeldt 

Medina concede entrevista ao Jornal do Comércio

Segue a íntegra da entrevista concedida pelo candidato da coligação Despertar Farroupilha (PRP-PTC) Aroldo Medina ao Jornal do Comércio, publicada na edição de hoje (30/8).

Medina quer extinguir a Secretaria da Segurança Pública

Um dos pontos polêmicos do plano de governo do candidato da Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC) ao Palácio Piratini, Aroldo Medina, é a extinção da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Para ele, a melhor forma de combater a criminalidade é por meio de ações em um Comitê de Gestão Integrada, ligado ao gabinete do governador.
Medina não descarta acumular a função de secretário da pasta, juntamente com os chefes de corporações policiais. Para qualificar a prestação de serviços públicos na área, defende investimentos em escolas de formação de policiais civis e militares, além de uma melhor remuneração.

Quanto à educação pública, Medina promete, caso seja eleito, criar um canal direto de comunicação com os professores. "O Cpers vai despachar comigo a hora que quiser", afirmou, assegurando que não irá cortar ponto de grevistas. Para melhorar a qualidade da educação, propõe investimentos em laboratórios de Informática e Química, além de uma inovação nos currículos escolares.

No plano de governo de Medina consta ainda a criação de um gabinete específico de combate à corrupção no Estado. "Existem pesquisas que apontam que 30% do dinheiro público é desviado através de obras superfaturadas e pagamento de propinas no País. É preciso um melhor controle dos gastos públicos." Medina garante que vai revolucionar o sistema, fiscalizando obras públicas, licitações e todos os gastos do governo.

Medina concede entrevista ao Jornal do Comércio (Foto: Fredy  Vieira/JC)
Jornal do Comércio - Quais são as suas principais propostas para o governo do Estado?
Aroldo Medina - A prioridade é levar mais segurança para as pessoas através de melhor seleção da polícia, como era antigamente, por meio das universidades. Entrei na Brigada Militar fazendo o vestibular da Pucrs. As escolas de polícia quando entrei, há 25 anos, eram muito melhores do que hoje - estão sucateadas.
JC - Mas isso não acontece por causa da falta de recursos? Como lidar com esse problema?
Medina - O recurso existe. Uma melhor gestão aumenta a base de contribuição com a redução de impostos. Esse recurso está disponível. Então quero melhor seleção, investimento nas escolas e mais inteligência e tecnologia na ação da polícia. Com melhor salário, porque o nosso é o menor salário da polícia do Brasil. O foco em segurança pública vai atrair mais investimentos.
JC - Por quê?
Medina - Quando grandes indústrias como Ford, GM ou Dell vêm se instalar no Estado, olham como primeiro ponto o cumprimento de contratos. Segundo, a segurança que o Estado oferece para a instalação dessas empresas. Mas segurança não só significa mais defesa da vida das pessoas. Os bandidos estão prosperando. O atual governo recebeu dinheiro do governo federal e não teve competência administrativa para fazer sequer um presídio. É flagrante a deficiência da administração.
JC - E como mudar este quadro?
Medina - Defendo a extinção da Secretaria da Segurança. Não estou prometendo acabar com os bandidos, nem que vou zerar os índices de criminalidade. Mas as pessoas me elegendo governador vão sentir nos próximos quatro anos uma redução gradual dos índices de criminalidade. Porque todo esse contexto que estou apresentando é exequível.
JC - Mas o governador não ficaria sobrecarregado com a extinção da secretaria?
Medina - A minha equipe colocou isso: tu precisas ter um anteparo. Tu não podes ser o governador e assumir a Secretaria da Segurança. O Alceu Collares (PDT, governador de 1991 a 1994) tentou e não conseguiu. Começou dizendo que ia extinguir e foi convencido a não extinguir. Vou extinguir, por uma única razão.
JC - Qual?
Medina - O que faz de concreto a Secretaria de Segurança para melhorar a segurança do cidadão? Quero esse dinheiro - são milhões de reais - que vão para essa burocracia burra, que só atrasa a vida das pessoas, direto na Brigada, na Polícia Civil. O cidadão quer uma resposta mais ágil da Brigada e da Polícia Civil, da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e do Instituto Geral de Perícia (IGP). Quero que o comandante da Brigada e o chefe de polícia sentem comigo e os secretários. E vai ter reunião de secretários todos os dias às 7h no Palácio Piratini. De um dia para o outro vou fazer a cobrança, e no dia seguinte já vou cobrar providência do comandante da brigada.
JC - E o senhor responderá pela segurança, então?
Medina - Assumirei toda a responsabilidade. Tudo que há de certo divido com o povo. Tudo que há de errado é responsabilidade minha. Então, quero demonstrar minha vontade e determinação em enfrentar esse problema com coragem, inteligência, iniciativa. Vou criar no gabinete do governador um comitê de gestão integrada com o comandante da Brigada, o chefe da Polícia Civil, o diretor do IGP e o diretor da Susepe.
JC - O senhor cogita unificar as polícias no Estado?
Medina - É inviável. O modelo no Brasil contempla esse sistema de polícia ostensiva administrativa e polícia judiciária discreta. Nenhum governador no Brasil, nenhum presidente vai unificar as polícias num golpe de caneta. Porque culturalmente elas não são unificáveis. Porém, elas são integráveis. O que farei é integrar o trabalho da Polícia Civil, Brigada Militar e Instituto Geral de Perícias, que está relegado a um terceiro plano.
JC - Como vai funcionar essa integração?
Medina - O comandante da Brigada vai falar comigo, sem interlocutor, o chefe de Polícia também. Os empresários vão me ouvir. "Medina tem esperança de que ainda possa receber ajuda". Tenho esperança que posso. Porque se isso não acontecer, a criminalidade vai continuar aumentando. Somos a maioria da sociedade, do bem. Estamos perdendo para uma minoria de corruptos políticos.
JC - Quais são as propostas para a Educação?
Medina - Quero mais escolas de turno integral. Pitágoras dizia 500 anos antes de Cristo: educai as crianças e não será preciso punir os homens. Penso que investindo mais orçamento na educação, vamos ter muito melhor resposta para todos os problemas que a sociedade enfrenta. Quero investir o maior orçamento na educação, com a escola de turno integral, ampliação da rede de escolas Tiradentes da Brigada Militar. Quero levar esse modelo para a escola pública, para os professores.
JC - E como o senhor irá lidar com o embate com os professores, que têm um sindicato muito combativo e descontente com o atual salário?
Medina - Jamais vou entrar em conflito com o Cpers. Sempre vão ter um corpo para recebê-los com toda a diplomacia. Assumo esse compromisso de ir às assembleias do Cpers, até para ser vaiado. Os professores do Estado jamais vão ter que entrar na Justiça pelo pagamento de piso nacional estabelecido pela categoria, como fez o atual governo.
JC - O senhor pretende adotar o piso nacional?
Medina - Sim. Vou valorizar o professor, consertar as salas de aula das escolas públicas. Jamais vou colocar um estudante e um professor num contêiner. O professor tem que ter melhor salário.
JC - Qual será sua política de impostos, tendo em vista que é necessário arrecadar para prestar serviços?
Medina - Vou voltar ao antigo modelo do Simples gaúcho, combater a sonegação fiscal, o contrabando, a pirataria, a corrupção. Os organismos de transparência internacional atestam que no Brasil a corrupção desvia 30% do dinheiro público. Vou colocar em prática a gestão baseada no caráter, na integridade, no servir à população. Também vou fazer cair a tributação da carne, frango, arroz e feijão. Produtos básicos para a população.
JC - O senhor vai entrar na guerra fiscal?
Medina - Temos que igualar. Quero botar em prática a redução da carga tributária, dando fôlego para o empresariado prosperar. Trazer segurança jurídica para o investidor. Quero trazer de volta a Grendene e a Dell para o Rio Grande do Sul.
JC - E a dívida do Estado com a União?
Medina - O governador tem toda a credencial para liderar um movimento, com os deputados, para pedir a renegociação dessa dívida. Eu jamais vou dar calote. Proponho tirar o juro. Aumenta a capacidade de investimento do Estado. Se fizemos um pacto com a União, temos que honrá-lo.
JC - A saúde também é sua prioridade?
Medina - Quero ir para a fila do posto de saúde, ver a cara do enfermeiro e do médico. Vou ser atendido, usar esse sistema. E informatizar o posto de saúde, o hospital, como fazem os hospitais militares. Implantar um sistema integrado de informações sobre o histórico do paciente. E investir mais no Programa Saúde da Família (PSF).
JC - E o déficit de profissionais?
Medina - Enfrentaremos. A gente pode qualificar melhor a mão de obra já existente, motivando o pessoal do setor de saúde. Tenho convicção de que, com o mesmo efetivo atual, dando tecnologia, estrutura, vai dar agilidade e diminuir o tempo da fila de espera e o atendimento do paciente. Além de motivar o funcionário, pagando melhor, treinando, colocando uma gestão de qualidade.
JC - E na infraestrutura?
Medina - Precisamos que os aeroportos e os portos do Estado tenham modernização permanente, incorporando tecnologia. Temos que dar continuidade ao desenvolvimento do porto do Rio Grande. A estrada para lá está cheia de buracos.
JC - A gestão das estatais será feita de que maneira?
Medina - Recebi uma queixa dos prefeitos da Região Metropolitana sobre a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan). Quero técnicos dirigindo a Metroplan. Reforçar a equipe da Fepam (Fundação Ambiental de Proteção Ambiental) para agilizar os processos de estudos ambientais para as empresas se instalarem no Estado.
JC - O Estado ainda tem uma dependência muito grande do agronegócio. Quais as suas propostas? A reforma agrária está entre elas?
Medina - Temos apenas cinco estações que funcionam via satélite do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Quero ampliar isso para 500 no Estado, para dar um boletim agrometeorológico, para que o agricultor não dependa de achismo para plantar. Maior apoio tecnológico para o produtor rural, em parceria com a Emater. Vou recontratar 500 técnicos demitidos pela (governadora) Yeda (Crusius, PSDB). Quero a Fepagro forte na assistência técnica, e tirar o juro da dívida do produtor rural com o Banrisul, com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (Brdes).
JC - Eleito, como será o seu relacionamento com a Assembleia Legislativa?
Medina - De harmonia, mesmo com a oposição atuante. Sou um homem de negociação.
JC - E se o senhor tiver que fazer composição de alianças, que partidos escolheria?
Medina - O PRP está aberto para conversar com todos os partidos. Mas ressalto a importância de o povo gaúcho votar no PRP não só para governador, mas também para deputado federal e estadual, para garantir uma base maior. Queremos que os gaúchos nos coloquem lá.

27 de ago de 2010

Candidato a vice no debate da Band

João Carlos Rodrigues, candidato a vice-governador na chapa de Medina (PRP/PTC), confrontou os outros candidatos a vice no debate realizado pela Band nesta quinta, dia 26 de agosto. Falou sobre segurança pública e educação seus principais eixos de campanha.

O candidato ressaltou a importância que terá seu papel como vice-governador e que trabalhará em conjunto com Medina.  Confrontou os outros candidatos sobre suas propostas e finalizou o encontro enfatizando a união da coligação para formação de um Estado diferente.

Medina é aplaudido no debate do CPERS


Na manhã desta sexta, dia 27 de agosto, o candidato a Governador pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC), Aroldo Medina, participou de debate realizado pelo Cpers. O candidato falou sobre temas estabelecidos pelo sindicato, como valorização salarial e piso, carreiras, formação e meritocracia, concurso público, contratos e municipalização, liberação dos dirigentes sindicais e gestão da escola pública.

Medina presente no debate
Medina apresentou seus planos de desenvolvimento educacional e de complementação de formação para os professores. “Investir no professor é investir no nosso futuro”, disse Medina. O candidato também defendeu o pagamento do piso e prometeu o repasse de 35% para educação. Quando Medina falou sobre ter defendido os professores em uma barreira da brigada durante manifestação foi reconhecido pela Conselheira do Cpers, professora Neiva Moreno, que havia sido agredida na época. “Não vou colocar a brigada como barreira entre o professor e o Governo”, afirmou o candidato.

Medina conversa com os professores
Ao final, o candidato recebeu uma carta-compromisso da direção do sindicato, no qual o destaque é a manutenção do plano de carreira de professores e funcionários.

Muito aplaudido, o candidato saiu do debate sendo procurado pelos professores para mais esclarecimentos do seu plano de governo. Sendo a educação um dos eixos principais de suas propostas, foi importante espaço de diálogo com os professores.

Página do candidato Medina no Clic RBS

O site da RBS disponibiliza o perfil de todos os candidatos ao Governo do Estado. Na disputa pelo Palácio Piratini, Medina gravou vídeo de apresentação onde fala sobre os principais eixos de suas propostas. No site, o eleitor também pode baixar seu plano de governo, ver fotos e entrar nas redes sociais do candidato. Confira no site .

26 de ago de 2010

Sparta visita Fronteira Oeste do estado

Em campanha para Deputado Federal, o presidente do PRP, Sparta, visita a região da Fronteira Oeste do Estado. Acompanhado do candidato pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC) ao Senado, Roberto Gross (PTC) e do presidente da coligação, Marco Dangui, o candidato visita Ijuí, Panambi, Cruz Alta, São Borja, Uruguaiana e São Gabriel.

A primeira parada é no município de Ijuí, onde os candidatos concedem entrevistas a mídia local. Terminam o dia em Panambi num jantar com correligionários e apoiadores. No dia seguinte pela manhã, participam de solenidade na EASA (Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas) em Cruz Alta. Pela noite inauguram a comissão provisória de São Borja. Seguem para Uruguaina no sábado e São Gabriel no domingo.

A fronteira oeste é uma região importante pela sua posição geográfica, agropecuária e indústria têxtil. Sparta é natural da região e faz questão de levar os candidatos da coligação para visitá-la. "Temos que investir na região e no seu desenvolvimento. Não queremos que nossos jovens migrem por falta de emprego e oportunidades. Temos que planejar estratégias de investimentos para a fronteira oeste.", diz Sparta.

Medina no CPERS

O CPERS/Sindicato realiza na sexta-feira 27, às 9h30, painel com os candidatos ao governo do Estado. O encontro será no salão de eventos do hotel Plaza São Rafael, no centro de Porto Alegre (Av. Alberto Bins, 509). O painel terá a participação de mil educadores.

O candidato pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC), Medina, irá apresentar suas propostas para educação. Serão 7 blocos temáticos. Medina falará sobre seu projeto de plano de desenvolvimento educacional e complementação de formação; piso salarial; valorização do professor; autonomia administrativa, pedagógica e financeira, entre outras propostas para o setor.

Candidato a vice no Debate da Band

Na noite desta quinta (26/08), João Carlos Rodrigues, vice do candidato a Governador Medina, estará no debate realizado pela BAND às 22h. João Carlos Rodrigues debaterá suas propostas de governo da Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC) com os outros candidatos.

O programa será gerado pela TV Bandeirantes para todo o estado do Rio Grande do Sul, com transmissão simultânea pelas rádios BandNews FM e Band AM 640.

25 de ago de 2010

Áudio do spot de rádio de Medina

Confira abaixo o novo spot para rádio do candidato a governador pela coligação Despertar Farroupilha Aroldo Medina (PRP-PTC).

Como os candidatos devem utilizar o Twitter

Publicado originalmente no blog Palanque Eletrônico: " Usar o Twitter de forma criativa é quase uma arte. Entre milhares de candidatos que resolveram criar um perfil para fazer, raros se deram conta de que a ferramenta é mais do que 140 caracteres de propaganda eleitoral, e chovem tuitadas como - “parabéns a militância pela excelente panfletagem em Cacimbinhas!” Por isso o Palanque criou os 10 mandamentos do bom Twitter de candidato. Quem não obedecer, leva unfollow.

1) O Twitter é seu
Quem segue um candidato quer saber o que o candidato tem a dizer, não o seu assessor. E acredite, é fácil descobrir (e abandonar) um twitter de fachada.
2) Tenha algo a dizer
Em vez de dizer que toda panfletagem foi linda e maravilhosa, propague suas ideias e bandeiras. São elas que determinam votos.
3) Cuide a frequência
Candidato não é obrigado a ter Twitter. Mas se tiver, poste nele. Encare um Twitter vazio como uma tela verde do TRE.
4) Respeite os 140 caracteres
Ninguém quer abrir seu Twitter e vê-lo tomado por um avatar recitando o programa de governo em 72 partes. Textos maiores devem ser publicados em blogs e sites, e apenas linkados no Twitter.
5) Dialogue com os eleitores
Não há ferramenta mais prática para respostas e diretas para o eleitorado. Tire uns minutos para isso, o eleitor respondido se sentirá prestigiado.
6) Abra o coração
Candidato não é obrigado a falar só de política. Sinta-se livre para postar sobre o que achar que deve: filmes, família, estado de espírito… enfim, sobre a vida.
7) Invente moda
Pense em como usar o Twitter de forma criativa. Nem que seja para sortear a cor de sua gravata no comício, à moda William Bonner.
8) Divida suas contas
Para divulgar eventos de campanha, como bandeiraços e comícios, crie uma conta à parte. Pouca coisa é pior do que spam via Twitter.
9) Escreva direito
Um Twitter com erros de ortografia e de concordância depõe contra o candidato. Capriche!
10) Siga o @palanque_ZH"

23 de ago de 2010

Medina visita jornal O Nacional

"Em dia de visitas aos veículos de comunicação da cidade, o candidato a governador do Rio Grande do Sul pelo PRP, Aroldo Medina, acompanhado do candidato à Câmara dos Deputados, José Monteiro (PTC), e representantes da executiva dos partidos, esteve em O Nacional. Medina falou sobre a campanha na região e a movimentação política dessas eleições. Aroldo Medina tem como base de propostas investimentos em educação e segurança, ações conjuntas e planejadas, desenvolvimento econômico com investimento em infraestrutura e redução de impostos e taxas. Neste final de semana, a comitiva estará na região de Carazinho, dando continuidade aos trabalhos."

*Matéria publicada no jornal O Nacional de Passo Fundo, no dia 20 de agosto.

Medina dá entrevista a Rádio Uirapuru

Concorrendo ao Governo do Estado pela coligação Despertar Farroupilha (PRP-PTC), o Major Aroldo Medina esteve na manhã da última sexta, dia 20, participando de entrevista no programa Repórter do Povo, expondo suas propostas e o seus objetivos nesta campanha. Natural de Santana do Livramento, Medina afirmou que apesar de compor um partido considerado pequeno, tem como ambição se tornar governador.
Entre suas propostas defendeu formação mais qualificada dos novos brigadianos, instalação de escolas de turno integral e ampliação da rede de postos de saúde. Ouça a entrevista no player abaixo.

20 de ago de 2010

Assista Medina no RBS Notícias


Na quinta, 19 de agosto, o candidato Medina pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC) gravou entrevista para RBS Notícias. A gravação vai ao ar no jornal, dia 25 de agosto às 18:50h. Não percam!

Reunião com PTC em Passo Fundo


O candidato a Governador pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC), Medina, segue em roteiro pela região das Missões. Ontem pela noite, dia 19 de agosto, se reuniu com representantes do PTC em Passo Fundo. Foi realizada convenção com os líderes e candidatos locais.

"Vamos eleger nossas candidatos e construir nossa bancada dentro do parlamento. Acreditamos num governo diferente e o povo gaúcho compartilha disso conosco" discursou Medina.

Hoje, dia 20 de agosto, o candidato continua sua viagem em campanha por Passo Fundo e Carazinho. Visita rádios e jornais locais e se reúne ao final da tarde com apoiadores.

Medina participa de reunião na GRANPAL


O candidato pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC), Medina, participou da reunião na Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (GRANPAL). O evento aconteceu nesta quinta, dia 19 de agosto. Medina teve 15 minutos para expor suas propostas para os municípios da região. A Associação apresentou seu programa de desenvolvimento da RMPA buscando parceria com o futuro Governador do Estado para o seu contemplamento.
 

O candidato concordou com os eixos representados na Agenda 2011-2014 entregue pela GRANPAL. Medina defende melhor distribuição do orçamento do Estado e controle dos gastos públicos; combate à burocracia, continuidade às obras em andamento e atenção mais acentuada à infra-estrutura, “Proponho convidar o exército para participar de obras públicas e da manutenção delas” disse Medina. O candidato prometeu trabalhar por mais investimentos no Rio Grande do Sul, “vou entrar na guerra fiscal. A Dell saiu e foi para São Paulo, a Grandene saiu para o Norte e Nordeste, esses empregos devem pertencer aos gaúchos, esse é um dos meus compromissos” concluiu Medina.

Montserrat Martins (PV) que também concorre a Governador, participou do evento e apresentou seu plano de governo.

Medina concede entrevista a Rádio São Francisco

Na última quinta-feira Medina concedeu entrevista a Rádio São Francisco, de Caxias do Sul. Durante a conversa Medina abordou diversos temas, como segurança pública, pedágios, educação e reforma tributária. 

Escute a entrevista no link abaixo:

18 de ago de 2010

Áudios de campanha do PRP

Seguem abaixo os áudios preparados para o horário eleitoral, que serão transmitidos pelas emissoras de rádio.

A melhor resposta contra o aumento da criminalidade


Sou Medina


Medina 1


Medina 2


Sparta e a força do trabalho


Sparta e a família


Sparta e a educação


Sparta e a reforma política


Sparta e a segurança pública


Sparta pergunta ao eleitor


General Boabaid e Osório


General Boabaid e Osvaldo Aranha


Marta Hepp fala sobre ser mãe


Marta Hepp fala sobre as mulheres


Marta Hepp e os gaúchos


Marta Hepp fala sobre as pessoas de bem


Marta Hepp e o PRP


Inserção Governador


Inserção Deputado Federal


Inserção Deputado Estadual


Inserção Sparta 1



Inserção Sparta 2



Inserção Estaduais 1



Inserção Estaduais 2



Inserção Estaduais 3



Inserção Medina 1



Inserção Medina 2

Vídeos da campanha do PRP para as eleições

Medina fala sobre a Coligação Despertar Farroupilha


Medina fala sobre a Copa do Mundo



Medina e a Infra Estrutura no estado



Medina fala sobre Segurança Pública


Medina e o desenvolvimento econômico


Medina e a educação


Medina e o conceito de honra


Medina e o ensino


Vídeo para campanha de Deputado Federal do PRP



Sparta e a família



Sparta a força do trabalho



Sparta e a educação



Sparta pergunta ao eleitor



Sparta fala sobre o vírus da politicagem


Sparta fala sobre o Despertar Farroupilha


Sparta fala sobre sua história


Marta fala sobre a segurança


Marta fala sobre ser mulher


Marta Hepp fala sobre o sentimento de ser mãe


General Boabaid e a farda militar


General Boabaid cita Osvaldo Aranha


Para deputado estadual vote 44


Para deputado federal vote Sparta 4411


Para governador vote Medina 44


Vídeo de campanha: Medina 44

Medina fala sobre Meio Ambiente na FAMURS

O candidato pela Coligação Despertar Farroupilha (PTC/PRP), Medina, participou nesta terça (17/08) do encontro com os dirigentes municipais do meio ambiente e da Anamma. Ao lado do presidente do PRP e candidato a deputado federal, Sparta, expôs suas propostas para o meio ambiente como Governador do Rio Grande do Sul.

Medina defendeu a taxa de fiscalização ambiental (TFA) para os municípios. O atual governo estima em cerca de 20 milhões a arrecadação. Outro fator abordado foi o compromisso do governo do Estado de capacitar os técnicos municipais. O Estado deixou de investir recursos que cabem ao município, principalmente para o meio ambiente. Parceria com a Famurs e a Condimma serão formas de reaver essa aproximação.

O evento aconteceu na sede da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS) e contou também com a presença do candidato Montserrat Martins (PV) e do secretário municipal do meio ambiente de Canoas, Celso Barone, representando a candidatura do PT.

17 de ago de 2010

Medina visita Passo Fundo e Carazinho


Em campanha para Governador do Estado, o candidato pela Coligação Despertar Farroupilha visita os municípios de Passo Fundo e Carazinho nesta quinta e sexta (dias 19 e 18 de agosto). A previsão de chegada em Passo Fundo é quinta às 19h para jantar com representantes partidários locais. Medina viaja na companhia do seu vice, João Carlos Rodrigues, do presidente do partido e candidato a deputado federal Sérgio Sparta, do presidente da Coligação, Marco Dangui e o candidato ao Senado, Roberto Gross. No dia seguinte, visita comerciantes da comunidade e concede entrevista para rádio local. Ao final do dia segue para Carazinho, onde janta com correligionário.

Medina pretende dialogar sobre o plano de governo do partido e acrescentar reivindicações da comunidade local. O objetivo é construir proposta de acordo com as necessidades de cada município. Recuperação de estradas, construção de acesso asfáltico, planejamento urbano e valorização da BSBIOS foram propostas geradas pela demanda da comunidade. "Em meu governo, não vai haver barreira entre o cidadão e o Governador" diz Medina.

Medina expõem suas propostas de governo na FAMURS

Nesta terça, dia 17 de agosto, às 17h, o candidato a Governador pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC), Medina, apresentará suas propostas para área ambiental na FAMURS (Federação das Associações de Municípios do RS). A Federação realiza o 14º Encontro dos Dirigentes Municipais de Meio Ambiente do RS e da ANAMMA-RS. São dois dias de palestras que debaterão a temática ambiental.  

Serão abordados assuntos como recursos hídricos, proteção ambiental, desenvolvimento sustentável, código florestal, saneamento e coleta seletiva. O candidato terá 20 minutos para falar sobre suas propostas que incluem desenvolvimento social com preservação ambiental. "Quero um Estado moderno e produtivo com consciência sobre sob o impacto de suas ações" propõem Medina.

13 de ago de 2010

Destaques no Twitter sobre o desempenho de Medina no debate

No debate de ontem a noite na TV Bandeirantes o Twitter foi uma ferramenta muito utilizada pelos internautas para discutir e divulgar o desempenho dos candidatos ao governo. A seguir destacamos algumas postagens feitas durante o debate, onde Medina (ou @Medina44_ no Twitter) foi comentado.

Medina propõe Extinção da Secretaria da Segurança Pública

Um dos pontos importantes do plano de governo do candidato do PRP é a extinção da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Para Medina, candidato a Governador pela Coligação Despertar Farroupilha (PRP/PTC), a melhor forma para combater a criminalidade é a participação direta do governador nas ações de segurança pública.

Por meio de políticas de estado, planejadas em um Comitê de Gestão Integrada, envolvendo as inteligências da área, ligado diretamente ao gabinete do governador.O Estado deve assumir diretamente o controle sobre a segurança pública. É preciso ampliar a integração entre os órgãos públicos através de uma inteligência administrativa assim como entre o governo e a sociedade. Não deve haver interlocutor entre o cidadão e o Governador.


Outras de suas propostas para qualificar a prestação de serviços públicos na área são maiores investimentos em escolas de formação de policiais civis e militares e uma melhor remuneração da categoria. Revitalização das academias e treinamento efetivo para os agentes da polícia. Os policiais devem estar bem treinados e capacitados para um pronto atendimento a população.

Candidato do PRP se destaca no Debate da Band

Segundo o portal Terra, o candidato Aroldo Medina foi destaque no debate promovido na noite de ontem na TV Bandeirantes de Porto Alegre. 
Medina (à esquerda) no debate da Band
  Segue trecho da matéria: "Logo no início do debate, olhando fixo para a câmera, ele ensaiou uma conversa com os telespectadores. "No Rio Grande a população já deu chance para os grandes partidos. Recomece agora com um partido emergente, o Partido Republicano Progressista". Em outro momento, quando Yeda ironizou suas afirmações sobre a Defesa Civil, dizendo que pareciam um "ataque", Medina respondeu que tinha compromisso com os gaúchos e ia fazer "um ataque militar" contra a criminalidade. Ao falar sobre as reformas necessárias no país, disse que o governo federal "dá uma dentada no bolo tributário". E arrematou: "Enquanto não sai a reforma tributária eu vou é entrar na guerra fiscal".
Para ler a matéria completa, CLIQUE AQUI.